barco, Conhecimento Náutico

Salvatagem: quais equipamentos utilizar?

Se você trabalha embarcado ou diretamente com embarcações, certamente já ouviu falar em Salvatagem. Este é um termo muito importante para a Segurança do Trabalho, mas que ninguém jamais deseja que seja necessário utilizar um dia.

Isso porque este é o nome dado a uma série de medidas que servem para o resgate e manutenção da vida após um desastre marítimo. O objetivo principal da Salvatagem é atenuar ou evitar que acidentes em plataformas de petróleo e/ou embarcações aconteçam.

Por este motivo, a salvatagem é prevista em lei, determinando equipamentos específicos e tudo que tenha relação com essa atividade. É muito importante que todos os funcionários estejam cientes do que significa e como reagir em caso de um desastre ocorrer.

Se você tem alguma dúvida sobre Salvatagem, fique atento a este artigo. Iremos mostrar para você não apenas a definição desta palavra, como quais são os equipamentos obrigatórios e muito mais. 

Caso você não seja da área mas conhece pessoas que seja, encaminhe este artigo! Nunca se esqueça que a informação é tão importante quanto a prevenção. Tenha uma boa leitura!

O que significa Salvatagem? 

Segundo o dicionário, Salvatagem é o nome dado a um conjunto de providências a serem tomadas para um resgate e/ou manutenção da vida após um desastre. O intuito é prevenir que as situações de risco não sejam agravadas nas embarcações.

Para isso, medidas são tomadas antes mesmo do começo da navegação. Até porque, a segurança à bordo deve ser o procedimento principal antes de qualquer coisa. Dependendo do curso e dos limites em que a embarcação irá navegar, determinadas estratégias e certos equipamentos serão obrigatórios.

Os profissionais de Salvatagem deverão possuir um vasto conhecimento na área de segurança em plataformas de petróleo e também na NR 37. Essa é a Norma Regulamentadora responsável pela Segurança e Saúde em Plataformas de Petróleo, abaixo nós veremos um pouco mais sobre ela.

Além disso, o curso completo de Salvatagem é obrigatório para aqueles profissionais que não forem aquaviários mas que trabalham a bordo das plataformas. Trabalhadores que ficam ao menos 72h embarcados também se enquadram na obrigatoriedade do curso.

Equipamentos de Salvatagem

Os equipamentos de Salvatagem possuem o objetivo de resgatar as vidas após um desastre marítimo. Eles foram definidos de acordo com dois documentos importantes do meio, o “International Convention for the Safety of Life at Sea”, de 1974, SOLAS, capítulo 3; E as Normas da Autoridade Marítima para Embarcações Empregadas na Navegação em Mar Aberto, NORMAM 01/DPC, capítulo 4.

Assim, vemos uma lista de produtos separada da seguinte maneira: 

  1. Equipamentos de Comunicação;
  2. Embarcações Salva-vidas; e 
  3. Equipamentos Individuais de Salvatagem.

Dentro de cada um deles existe uma relação de subtítulos com cada tipo de equipamento necessário. Vamos ver mais sobre isso abaixo. 

Equipamentos de Comunicação

Segundo a legislação, toda a embarcação deverá ser capaz de cumprir determinados requisitos funcionais obrigatórios durante toda sua viagem. Estes requisitos são os seguintes: 

  1. Transmitir avisos de socorro do navio para terra por pelo menos dois meios separados e independentes, usando em cada um deles um serviço diferente de radiocomunicação;
  2. Receber avisos de socorro de terra para bordo;
  3. Transmitir e receber avisos de socorro de embarcação para embarcação;
  4. Transmitir e receber comunicações de coordenação de busca e salvamento;
  5. Transmitir e receber comunicações do local do incidente marítimo;
  6. Transmitir e receber informações sobre segurança marítima;
  7. Transmitir e receber radiocomunicações em geral de e para sistemas ou redes rádio baseadas em terra;
  8. Transmitir e receber comunicações de passadiço a passadiço;
  9. Transmitir e receber sinais destinados à localização através da instalação radar.

Além disso, também deverá dispor, obrigatoriamente, de cada um dos equipamentos de telecomunicação da lista abaixo: 

  • Rádio VHF capaz de transmitir e receber;
  • Instalação de rádio capaz de manter vigilância para sinais no canal 70;
  • Um radar transponder capaz de operar na banda de 9GHz;
  • Um receptor capaz de receber chamadas pelo sistema internacional NAVTEX;
  • Sistema de rádio capaz de receber informações de segurança marítima pelo sistema INMARSART (Organização Internacional de Satélite Marítimo);
  • EPIRB (Emergency Positioning Indicator Radio Beacon);
  • Sistema de endereçamento público.

Todos esses equipamentos são fundamentais para a Salvatagem e, por isso, além de obrigatórios, são imprescindíveis. 

Embarcações Salva-Vidas

Embarcação Salva-Vidas é uma embarcação do tipo baleeira: possui proa e popa afiladas. Suporta até no máximo 150 passageiros e possui propulsão própria. Geralmente é arriada por turcos ou lançada através de queda livre. 

Nos casos de botes orgânicos de abandono ou mesmo botes de serviço/resgate, estes deverão poder ser lançados ao mar por 2 homens. No entanto, as embarcações que possuírem massa acima de 90kg deverão ser lançados por meio de dispositivo de lançamento.

Equipamentos Individuais de Salvatagem

Depois das Embarcações Salva-Vida e dos Equipamentos de Comunicação, entram os Equipamentos Individuais de Salvatagem. São eles: 

Vamos ver um pouco mais sobre cada um deles abaixo. 

Coletes Salva-Vidas 

Segundo a NORMAM, os coletes salva-vidas para Salvatagem deverão ser estivados de modo a serem prontamente acessíveis. Para isso, sua localização dentro da embarcação deverá ser muito bem indicada. 

Assim sendo, a embarcação deverá dispor de coletes salva-vidas classe II, num total de:

  • 01 colete, tamanho grande, para cada pessoa a bordo, distribuídos nos respectivos camarotes ou alojamentos;
  • 01 para cada leito existente na enfermaria e mais um para o enfermeiro;
  • 02 no passadiço;
  • 01 na estação-rádio;
  • 03 na Praça de Máquinas (se guarnecida) ou no Centro de Controle da Máquina (se existente).

Roupas de Imersão e Meio de Proteção Térmica

As Roupas de Imersão serão necessárias dependendo do número de tripulantes que irá navegar no bote de resgate. Se ocorrer da embarcação permanecer constantemente em climas amenos, a roupa de imersão e proteção térmica poderá ser eventualmente excluída.

Bóias Salva-Vidas

As Bóias Salva-Vidas deverão ser distribuídas a bordo de modo que uma pessoa não tenha que se deslocar mais de 12 m para atirá-la na água. Além disso, pelo menos uma delas em cada bordo deverá possuir uma retinida flutuante. 

Essa retinida deverá ter comprimento igual ao dobro da altura na qual ficará estivada, acima da linha de flutuação na condição de navio leve, ou 30m, o que for maior. As boias não deverão ficar presas permanentemente à embarcação e sim, suspensas com sua retinida em suportes fixos.

Artefatos Pirotécnicos

Servem para indicar que aquela embarcação ou pessoa em alto mar encontra-se em perigo. Também são utilizados para a resposta, para informar que o sinal de socorro foi entendido. 

Assim sendo, esses artigos podem ser utilizados tanto de dia quanto à noite e são designados como sinais de socorro e sinais de salvamento. Os sinais de socorro poderão ser dos seguintes tipos, segundo a NORMAM:

  1. Foguete manual estrela vermelha com pára-quedas: este dispositivo, ao atingir 300 m de altura, ejeta um pára-quedas com uma luz vermelha intensa de 30.000 candelas por 40 segundos. É utilizado em navios e embarcações de sobrevivência para fazer sinal de socorro visível a grande distância;
  2. Facho manual luz vermelha: dispositivo de acionamento manual que emite luz vermelha intensa de 15.000 candelas por 60 segundos. É utilizado em embarcações de sobrevivência para indicar sua posição à noite, vetorizando o navio ou aeronave para a sua posição;
  3. Sinal fumígeno flutuante laranja: dispositivo de acionamento manual que emite fumaça por 03 ou 15 minutos para indicar, durante o dia, a posição de uma embarcação de sobrevivência, ou a de uma pessoa que tenha caído na água;
  4. Sinal de perigo diurno / noturno: o dispositivo de acionamento manual que, por um dos lados, emite uma luz intensa vermelha de 15.000 candelas por 20 segundos e pelo outro, fumaça laranja por igual período. É utilizado nas embarcações para indicar sua posição exata, de dia ou à noite;

Os sinais de salvamento são utilizados nas comunicações em fainas de salvamento e tem como característica os sinais manuais com estrela nas cores vermelha, verde ou branca.

Precisando de equipamentos de Salvatagem?

Salvatagem é uma prática muito importante e que salva muitas vidas após um desastre marítimo. Por isso, lembre-se sempre de revisar quantas vezes for necessário se está tudo ok com os seus equipamentos e se a sua equipe está bem informada!

Se preciso for, compartilhe este conteúdo com os seus colegas!

Fonte: Prometal Epis

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 − um =